sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Mudança...





Pois é estou me mudando.
Vou morar em uma cidadezinha próxima ao Crato.
Vamos alugar a casa que eu moro, que são dos meus pais, e com o dinheiro da casa, pagamos a outra.
Vai ser bom, pra mim e pra Ana, já que vou ser vizinha da minha irmã Dinda.
Tem muitas lembranças lá naquela casa...
E eu sei que Ana e eu seremos muito felizes na casa nova.

domingo, 24 de agosto de 2014

Amor demais

Nunca imaginei que fosse sentir um amor tão grande como sinto por minha Ana.
É meu primeiro e último pensamento do dia.
Sonho no dia em que vou poder te dar banho, te vestir com os vestidinhos lindos que você ganhou e os que eu também comprei pra ti.
Sonho no dia em que vou poder levar você para conhecer seus avós, que tanto te amam.
No seu primeiro banho de mar, você toda de biquini de lacinho, bem perua igual sua pilma Isabela.
Imagino as fotos, no nosso Recife Antigo. 
Ai Ana, é tanta coisa pra sonhar junto com você, minha princesa.
Mamãe te ama e espera ansiosa a sua saída da UTI NEONATAL.
Mamãe pede muito a Deus, a Jesus Misericordioso e a Nossa Senhora, nossa mãezinha do céu.
Te amo minha vida.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Meu Tudo!!

Olá meninas.
Tanta coisa para contar... Mas vou fazer um breve resumo.
Em março descobri que estava grávida, pois é eu grávida!!!!
Quase morro pois tive descolamento de placenta.
Tive Ana dia 29/07, tive uma hemorragia severa, e a minha filha nasceu com 1.055, e ainda está na UTI NEONATAL. Todos os dias vou vê-la e levar o leitinho dela. Graças a Deus, tem muita gente rezando por nós. 
Agradeço a todos os meus amigos, familiares de Ana Albertina.
Não vejo a hora de tê-la em meus braços, mas isso é uma questão de tempo, e sei meu Deus que vai ser no tempo do senhor. Eu creio!!!

Ainda estou sem internet, estou na casa da minha prima.

Beijinhos meninas, saudades!!!

PS: sou mãe solteira, o pai só fez registrar.
Ana é só minha!!!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Muita Chuva.

Meu Deus, pra quê tanta chuva????
Tô lascada de gripe, minha casa tá toda mofada, choveu dentro do meu quarto/closet e eu não tenho nenhum pereirão pra ajeitar as telhas.
HUNF!!!!
Um funaré grande.
Ô São Pedro já tá bom de parar!!!!


SAUDADE DO SOL!!! :(

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Por enquanto...

Ou enquanto isso durar...

Estou sem net, sem dinheiro,sem pc.

Mas daqui a uns 4 meses eu me organizo.
Volto assim que puder...
Xeros meninas.
Adoro vocês...

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Filme E VIDA REAL

Se minha vida fosse um filme seria O DIABO VESTE PRADA.
Todo mês tenho por obrigação de assistir, e cada vez que assisto eu fico pensando, caramba será que existe uma pessoa como a Miranda????
Já pensou se realmente existe???
E será que essa pessoa não pensa no dia de amanhã, os castigos que a vida nos dá???
São muitas perguntas né???
Mas fique pensando você ai, que vive humilhando, pisando nos outros, CUIDADO com o que vem pela frente!!!!


Imagem google
BOM FIM DE SEMANA A TODOS!!!


quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Dias...

Dias difíceis.
Sem você aqui comigo, tirando suas coisas de dentro de casa e de dentro de mim...
Sei que vai passar, digo isso direto ao meu coração, mas ele não quer entender.
******
EU VOU MELHORAR!!!
SÓ NÃO SEI QUANDO!!!!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Eita





Pois é estou de volta, sem muitas novidades.
Passei Reveillon em Recife e foi + ou -, alguns estress, ex noivo querendo voltar (PATÉTICO), tão bom quando as coisas passam e eu sei que você também vai passar...


Algumas fotos de lá de Recife.
MEUS AMADOS IRMÃOS

DUAS NEGAS QUE AMO DE PAIXÃO

A SOBRINHA LINDA DA TIA.




TODA SE QUERENDO.

NAMASTÊ



segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

ORAÇÃO DO AMOR NÃO CORRESPONDIDO




Senhor
Hoje estou triste. Meu coração dói, comprimindo o peito.Sinto-me tão pequeno, tão carente. Sinto-me desamparado.Chorar, já chorei tudo o que podia. Mas há um buraco dentro de mim que teima em não fechar. E com isso me angustia.Tu sabes, Senhor, o quanto estou apaixonado. Sabes o tamanho do meu desejo em estar com quem amo. E sabes, também, do sentimento de rejeição, de pequenez, que toma conta de mim. E eu, a cada dia, peço para não mendigar afeto. Mas não consigo.São noites que passo em claro. Não sei se é imaginação ou sonho.

Quando amanhece, não sei se dormi ou se fiquei a projetar imagens em minha cabeça. Mas acordo triste. Triste por saber que meu amor não me ama. E por mais que eu tente encontrar razões, não consigo. Só fico a me perguntar: Por quê? Porque não?Já fiz de tudo. Primeiro, criei jogos de amor, de sedução. Depois, acabei me revelando. Chorando, disse tudo o que sentia. Falei do hoje, do amanha. Fiz planos para uma vida inteira juntos. E, como resposta, nada ouvi. Apenas um olhar de compreensão e um gesto como a dizer que, com o tempo, o sentimento passa. E ai me arrependi, e briguei, e me arrependi de novo, e me desculpei. E vazio de mim mesmo.Senhor! As pessoas me dizem que é assim mesmo. Que o tempo será o meu grande aliado para que esta ferida fique cicatrizada. Mas ninguém sabe me dizer quanto tempo será necessário para que, um dia, eu acorde, abra a janela, contemple a luz do céu e sinta feliz. Eu quero esquecer, Senhor! Mas me sinto frágil. É tão triste o sentimento da rejeição. Eu quero esquecer, Senhor.

Talvez, esse meu problema não seja tão grande para a humanidade. Há tantas pessoas que sofrem por coisas piores. Eu tenho tudo. Tenho saúde. Tenho juventude. Tenho a vida toda pela frente. Mas, hoje...hoje, tenho de ser honesto. O meu sentimento é de que não tenho absolutamente nada. E de que a vida não faz o menor sentido.Há momentos em que me arrependo de ter começado a amar. Mas acho que não foi decisão minha. Surgiu. Veio do nada. Veio de um olhar. De um tom de voz. De um sorriso. De um abraço. Veio de um encontro que, num instante, me fez sentir totalmente, diferente. E um frio na barriga começou a me acompanhar, e eu comecei a mudar a cada dia. Lutei para ficar mais bonito. Para cuidar dos pequenos detalhes. Para chamar a atenção, parecendo natural. Lutei tanto para que minha presença fosse agradável. Lutei tanto para que meu amor protegesse, envolvesse, acalentasse. E nada. Somente o silencio de quem, talvez, tenha outro amor.Muitas vezes, fiquei a me perguntar se não estaria usando a estratégia errada. Por vezes, desculpei a timidez. Inventei historias em minha cabeça para justificar o amor não amado. Mas agora, Senhor, quero voar em um outro horizonte. Pelo menos, hoje. Pelo menos nesse instante. Eu sei, Senhor que o infinito é infinito. E é por isso que te peço forças. Minhas asas não podem ficar congeladas pela dor do amor. É preciso que eu recupere o poder do vôo. E ir adiante. Eu já existia antes de começar a viver este amor. E tenho a certeza de que continuarei a existir depois, quando ele se for. E é por isso que quero voar.Quero voar, Senhor, e durante o meu vôo poder contemplar tudo quanto ficou esquecido durante essa minha passagem por um ninho que não me deu guarida. Não quero ter ódio. Não quero desejar o mal. Só quero seguir meu vôo. E permitir que o pássaro continue o seu vôo. Infelizmente, voaremos separados. Cada um cumprindo o seu oficio. Cada um vivendo o seu sonho. Cada um obedecendo ao seu sentimento ou, talvez, tentando controla-lo. Enfim, o vôo não acabou.Agora estou um pouco melhor, Senhor. Tenho a certeza de que me ouviste.

A dor ainda não passou. A paixão teima em me fazer companhia e soprar em meus sentimentos alguma esperança. Não quero ter esse tipo de esperança. Quero recuperar o meu vôo e ir adiante. Quem sabe, neste lindo horizonte, algum pássaro queira me fazer companhia e o que hoje eu sinto será apenas a lembrança de uma dor profunda, que não existira mais.Obrigado, Senhor! Obrigado pelo dom do amor. Pela capacidade de sofrer. Obrigado, Senhor! Obrigado por poder ser inteiro nos meus sentimentos. Antes isso do que a cessação de nunca ter amado, de nunca ter sofrido, de nunca ter existido. Este vendável é violento, mas me faz sentir vivo. E isso é bom. Já estou um pouco melhor. Pelo menos agora, estou melhor. Amanhã, quando a dor voltar, lembrarei de Ti e melhorarei um pouco mais. Até o dia em que a teia desta paixão me libertar, para talvez cair em outra. Mas quem sabe, da próxima vez, o encontro seja mais belo, e a flechada de erros atinja os dois corações. E terei forças para esperar s dor passar, e ver o amor ressurgir.

Amém.

Gabriel Chalita

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

2014



1º RESOLUÇÃO DE 2014
NÃO CONTAR MINHA VIDA PESSOAL A NINGUÉM, NEM QUE EU ME LASQUE, MAS NÃO VOU MAIS CONTAR

imagem google
.